Você Escolhe

Hoje é segunda-feira. Um pouco antes de sair de casa você resolveu dar uma olhada na sua agenda para checar seus compromissos do início da semana. Ao ver o que lhe esperava, seu coração disparou, sua respiração se alterou e você exclamou: “não vou ter tempo para tudo isso”.

Tempo… tempo… tempo… Mas, afinal, o que é o tempo? Em vez de buscar a resposta na Física, na Filosofia ou na Psicologia, prefiro ser mais prático. A cada dia temos 1.440 minutos, nem mais e nem menos, para cuidarmos de todos os aspectos da nossa vida: físico, emocional, relacionamentos, lazer, profissional, financeiro, intelectual, e espiritual. Qual aspecto está lhe tomando mais tempo? A grande maioria das pessoas sem dúvida gasta a maior parte daqueles 1.440 minutos no trabalho, seja um operário ou um super executivo. E aí não sobra tempo para passear com a família, fazer uma atividade física, ir ao cinema, namorar, ler, etc.

Essas pessoas acreditam que estão GANHANDO (dinheiro, poder, status, promoção), mas, na realidade, estão PERDENDO (saúde, lazer, convívio com a família e amigos, etc.) e se tornando sérios candidatos ao infarto do miocárdio e ao derrame cerebral. Sim, porque só trabalho ou muito trabalho leva ao sedentarismo e este, por sua vez, é o responsável pelo aparecimento de problemas sérios como pressão alta, diabetes tipo dois, estresse e obesidade, entre outros. Resumindo: excesso de trabalho acende o estopim de uma bomba que, mais dia, menos dia, vai acabar estourando.

Há pessoas extremamente ligadas ao passado, repetindo frases como: “quando eu tinha vinte anos…”, “na época dos meus avós…” ou “há dez anos fui o responsável por…”. E inúmeros outros exemplos poderiam ser citados. Há quem afirme que o nosso tempo é nossa própria vida. Assim sendo, se partirmos da premissa que a nossa vida, a cada dia que passa, caminha para frente, da mesma forma deveríamos encarar o tempo: para frente e nunca para trás. O que foi feito no passado, já foi feito. Já era.

E o que pode ser feito no futuro? O que eu ainda posso fazer por mim, pela minha família, pela minha saúde? O grande segredo consiste em organizar-se para empregar melhor o tempo que temos. A vida é curta, o tempo passa rápido e usá-lo com sabedoria vai fazer com que trabalhemos menos e melhor, cuidemos mais de nós mesmos e das nossas relações e sejamos mais saudáveis e felizes. De quebra, vai sobrar tempo para que nos dediquemos a outras coisas agradáveis.

Quem faz o nosso tempo somos nós mesmos. Coloque as prioridades nos seus devidos lugares e verá como há tempo para tudo. Não existe uma receita para administrar o tempo que sirva para todos da mesma maneira, mas vamos a um exemplo. Sua condução atrasou? Leia um bom livro, telefone para alguém querido… Escolha algo que lhe dê prazer em vez de ficar praguejando contra a empresa de transporte ou o governo.

Ter tempo é uma escolha. Aquele que tem tempo não é vagabundo. Ele gerencia bem o seu tempo. E aquele que gerencia bem o seu tempo não vive correndo contra ele. Faça uma análise de como você usa o seu. Se você estiver bem, ótimo. Se precisar mudar, mude. Sempre há tempo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *